17 de julho de 2009

ALBERTO J. JARDIM quer O FIM DO COMUNISMO ou da DEMOCRACIA?

Alberto João Jardim consegue "agoniar" todos os que neste País são verdadeiros Democratas.

Não sou comunista, mas se começarem a rasgar pedacinhos da Constituição que durante 35 anos fez de Portugal um País Democrático, juro que é desta que viro comunista.

Não estou preocupada com o Alberto, mas com os que o seguem na sombra, sem cara mas com a mesma vontade de uma "Ditadura disfarçada". Fico realmente abismada como já começam a sair da toca um Lobo Xavier que até nem discorda do dito cujo e Aguiar Branco do PSD que em vez de condenar imediatamente se limita a referir que é um assunto só para a próxima Legislatura quando for revista a CONSTITUIÇÃO, vamos ver se é rever ou matar.

Proibir nunca foi nem será solução para nada, ser democrata é saber ouvir e aceitar todos os que não pensam da mesma maneira, a democracia é a "supercola" que sabe unir o que é diferente. Começar a adulterar o sistema, por este andar começam pela ideologia comunista e vão continuar a cortar...a cortar... até que em qualquer altura, pode chegar a nossa vez, só porque gostamos de sardinhas assadas.

Sem comentários:

Enviar um comentário