3 de Maio de 2013

Apenas uns vídeos para quem, realmente, queira saber mais sobre o mundo em que vive

Só os dois últimos têm legendas mas o 1ºvídeo é, talvez, o mais  importante.






21 de Abril de 2013

Bun... no plural Buns... porque, este post, não tem nada a ver com bunnies ;)

Até qualquer dia, cheguei na quinta e parto num domingo mas, desta vez, deixo-vos uma receita, completa e simples, como tudo, até a vida, mas nós temos sempre esta mania de complicar tudo, porquê?
É uma boa pergunta, mas sempre sem resposta, talvez por sermos, só e apenas... humanos que sentem cada vez menos e racionalizam demais :)
(clicar na imagem p/ampliar)
 Receita:
500g de farinha
12g de levedura fresca ou  8g da seca granulada, misturada com um pouquinho de água até atingir as 12g
1 pitada de sal
20g de manteiga (não é margarina) se a manteiga tiver sal não é necessário acrescentar a anterior pitada de sal
25g de açúcar,
1 gema de ovo
280 Gramasde leite

Juntar todos os ingredientes, salpicando, tudo com pedacinhos do fermento.
Bater esta massa muito bem, na máquina são 8 minutos. Ir misturando bem o que fica agarrado às paredes da batedeira ou ao gancho da batedeira, se for à mão demorará mais um pouco até obter uma massa macia.
Depois, colocar a massa numa tigela, tapada com um pano e deixar repousar 30minutos, ou mais, conforme a temperatura ambiente, convém que ela dobre de volume.
Passado esse tempo, colocá-la numa superfície enfarinhada, calcá-la com os nós dos dedos e dividi-la em 10 porções, com cada porção, fazer tipo um chouriço e dar-lhe a volta como se desse um nó.
Ponha-os num tabuleiro, forrado com papel vegetal e deixe-os descansar uns 20 minutos.
Pincele depois com, 1 ovo batido com 2 colheres de sopa de água.
Polvilhe com sementes de sésamo
Vão ao forno, colocando o tabuleiro na ranhura do meio, a 190º durante uns 15 minutos.
Em vez do ovo batido, pode aproveitar a clara que sobrou e fazer do mesmo modo, com 2 colheres de água, só não ficam tão bonitos, mas não ficam com a sobra de uma clara.

Morninhos, com manteiga, ou geleia, ou compota, ou queijo... acompanham um belo pequeno almoço de domingo :)

Inté

20 de Abril de 2013

Estava eu a fazer umas francesinhas... e vai daí... de quem é que eu me fui lembrar?


...ora, daquele que nunca se calava com o François Hollande que, afinal, até parece que se chama Gaspar ;)

...presumo que agora, quando lhe falam do homem, fique assim:
Como sou boa pessoa, divido consigo a minha francesinha para ficar mais animadito :)

Se alguém lhe perguntar qualquer coisa sobre o François, da crise económica francesa, da contração do consumo, do fecho de empresas, da diminuição das exportações francesas, e quase tudo a ficar como cá... disfarce e diga que não fala de boca cheia ou então... para afastar problemas domésticos do PS... culpe o Gaspar lol
(clicar nas imagens p/ampliar)

Tocando em assuntos melindrosos... basta falar neles para suscitar uma "berraria" ;)

Tenho o miúdo no 6º Ano de escolaridade e aqui, sei alguma coisa do que se passa e, claro, falar de cortes na educação temos, imediatamente, o descontentamento de pais, professores, sindicatos... mas como estou sempre a apelar à lógica e aos consensos (curioso no dia 18 ter aqui falado em consensos e no dia 19, ter sido aquela discussão pegada na A.R.) vejamos, apesar de tudo, onde se poderia poupar, para não cortar onde não se deve, e não se acabe por prejudicar os alunos ou, por falta de dinheiro, ter de atestar mais um bocadinho as salas de aula. Na verdade, o grande problema é que ninguém parece querer fazer o mínimo esforço para obter um mínimo de danos.
Vejo pais que até estão desempregados, mas continuam a querer uma escola a tempo inteiro, do Tipo "Armazém" e, quanto a exigir mais qualidade em vez de quantidade, nem sequer faz parte das suas preocupações.
Depois temos os professores,  um grupo a que tive o previlégio de pertencer, por apenas meia década e há muitos anos atrás, numa altura em que o meu Contrato de Trabalho podia começar em Set.ou Out. e, na pior das hipóteses terminar em Junho, pois poderia ter a sorte de ter trabalho de exames em Julho, claro que era um sufoco ficar 2 ou 3 meses sem receber ordenado, senti as dificuldades, e o esforço necessário para conseguir conjugar a vida profissional com a privada, e aquela ansiedade de nunca saber em que escola iria ser colocada quando,  para agravar a situação, quando comecei, tinha uma filha de meses.

Tenho ouvido coisas que não gosto, a 1ª foi há pouco tempo, na televisão, uma professora, numa entrevista, dizia que a maior riqueza de uma escola eram os professores, emendando, quase imediatamente, para alunos, mas, para mim, já nem me interessava ouvir o resto, felizmente, desta cepa há poucas (mas nem que seja uma, já é demais).
Noutra ocasião, no início do ano lectivo, numa entrega dos Diplomas do Quadro Meritório, em que as 1ªs palavras do Director foram: " Estamos muito satisfeitos por ter conseguido ficar com todos os nossos professores..." aqui, me desculpem mas, naquela hora, no meu papel de Encarregada de Educação, não era o que esperava ouvir, mais a mais, sabendo da incompetência de alguns desses professores que servem apenas para destruir a imagem e o trabalho daqueles que se esforçam para além da sua obrigação como, por exemplo, da actual professora de Português do meu garoto que só posso classificar de excelente, pois está a tentar dar a matéria de dois anos, dano causado pela incompetência de um desses maus professores (que continua presentemente na escola) porque, este ano, em que vai haver exames, tive a sorte do meu garoto ter uma professora competente e que realmente se preocupa com os alunos (isto até parece um jogo de sorte ou azar) mas só se pode agradecer a quem tem dado aulas extra para tentar endireitar o mau trabalho do colega, podendo, simplesmente, ter optado por cumprir apenas o seu horário.
Agora fica a curiosidade sobre o que fazia o professor do ano anterior e como ocupava as aulas... bom, se me contassem, sem o meu miúdo ter passado por isso, acho que nem ia acreditar.(uma coisa repetida há vários anos e do conhecimento do Director) mas isso pode ficar para outro post.
Este ano, não foi tudo sorte, há outro professor que não fazia falta nenhuma, mas é coisa que pode ficar para depois.
Continuando a falar sobre sorte ou azar, o meu miúdo também teve sorte (a dobrar) quando no 5º e no 6º ano apanhou o mesmo Professor de Matemática que ensina a sério, porque eu vou acompanhando o que é dado e dou graças por não ter de explicar nada e ele perceber tudo nas aulas, tirando todas as dúvidas com o professor porque, Matemática, não é o meu forte, mas voltando a este heroi do ensino, que nunca falta, nem quando há greve de transportes, e aqui admiro-o, pois sem carro e a viver longe, tem mesmo "amor à camisola" e apesar da matéria de ambos os anos ser longa, nesta altura do ano, a matéria está toda dada e estão apenas recapitulando a mais difícil e a treinarem para os exames.

Esta convivência nas escolas, de trigo e joio, há muito tempo que deveria ser combatida internamente, todos sabem perfeitamente o que se passa, e aqui algo tem mesmo de ser feito. É uma grande injustiça um incompetente andar a roubar o lugar de um professor competente.

Falemos dos tais cortes do Min. Crato (suponho que cheio de boas intenções, mas talvez não imaginando o Inferno onde se iria meter, os cortes do Gaspar, os Professores, pais e outras coisas mais ;)) 
Havia uma AE semanal que seria para passar a ser por opção dos Enc. de Educação (pelo menos foi o que ouvi do Ministro) ora, como Enc.de Educação "vi-me grega" para conseguir que ele fosse dispensado,  mas como o meu garoto esteve sempre no Quadro Meritório com boas notas,  não  tiveram desculpa para ele ser obrigado a estar na aula de Estudo Acompanhado, ao contrário da grande maioria dos outros pais que levou uma nega mas, o mais interessante, em vez de um AE, no horário, passou a haver Cinco AE/s semanais, claro que sem abdicar do que o Crato não cortou para os alunos com dificuldades (Apoios a Matemática, Português e Inglês).
Quanto a F.C.- Formação Cívica que era para acabar, passou a haver F.C-Formação para a Cidadania
Se isto não é tentar deixar andar para ficar tudo na mesma, não sei o que será.
Há muito tempo, que o dinheiro devia ter sido gasto com parcimónia porque sai do bolso dos contribuintes, e talvez nem tivéssemos caído nesta situação dos apertos e da perda da nossa soberania .
Quanto à EMR-Educação Moral e Religiosa que Crato não cortou, francamente, na minha opinião, ser apenas opção não me chega, especialmente, num Estado que se diz Laico. No tempo em que eu era pequenina, a minha mãe mandava-me para a Catequese da igreja do bairro e, na minha opinião, cada um podia escolher, sem entrar no bolso dos contribuintes, os católicos iam à igreja e os muçulmanos à mesquita... porque o dinheiro dos ateus também está a ficar muito curto.

As disciplinas ditas de opção não resolvem nada, elas são estrategicamente colocadas, para que muitos pais as aceitem, pois, na maioia das vezes, sem assistir a elas, ficam apenas buracos de 45 minutos no horário, um truquezito (na minha opinião sujo) para arranjar mais uns lugarzitos extras mas que podem equivaler a mais um aumento de impostos. Portanto, senhor Ministro, se não arranjar maneira das disciplinas obrigatórias serem dadas antes das optativas... há muita imaginação para lhe gastar dinheiro ao Orçamento ;)
Quanto ao que se faz nos A.E/s se pensam que Apoio Escolar é para fazer os trabalhos de casa ou tirar dúvidas... bom... isso é outra ideia errada e eu teria muito paraa escrever, sobre o AE que ele frequentou no 5º e os 5 AE/s do 6º,  até receber o amen de ficar isento dessa obrigação... também eu não acreditaria se me contassem, mas também é assunto que pode ficar para depois.
Quanto aos Apoios de Matemática, Português e Inglês não sei o que se passa porque, felizmente, o meu nunca precisou, mas, ao que me parece são dados pelos professores das respectivas disciplinas e aí presumo que sejam boas, pois, como já referi, a Professora de Português, o de Matemática e a de Inglês (deste ano) não poderiam ser melhores. Fiz referência à professora de Inglês deste ano porque a do ano passado... bom... outra que o meu garoto bem tinha dispensado conhecer... como se pode ser professora e saber menos que um aluno de 11 anos (especialmente nos plurais irregulares) Claro que isto de emendar a professora saíu-lhe caro, dois testes de 100% e ela deu-lhe um 4, claro que eu não fiquei sentadinha à espera do 2º, fiz o percurso Director de Turma / Director da Escola e não foi preciso acabar no Ministério da Educação, porque quando "a bola passa para o meu campo, eu não fico a preguiçar ao sol" ;)

No último horário, o nº4, aquele que apenas saiu da minha cabeça, "exterminei" a aula de Educação Física no Exterior, só não se realiza quando chove a potes, mas na minha opinião e na de muitos outros pais, tem servido para fazer gastar muito dinheiro ao Ministério da Saúde, aqui, mais uma vez até tenho tido sorte, entre valentes constipações, dores de garganta e um braço esfolado, quase até ao osso, que teve de andar, quase 15 dias a mudar o penso no Centro de Saúde e umas quantas urgências quando a febre não cedia até ao 3º dia, já houve pior, braços e pernas partidas, porque não havendo lugar no ginásio, isto de invernos em que vão agasalhados, despirem-se para andar ao frio e sobre um escorregadio cimento molhado, em calção e T-shirt ou à torreira do sol, com alguns professores que nem boné deixam usar... neste caso, falo mesmo em exterminar porque estou danada, o meu só tem adoecido e faltado por doença, por causa destes malvados 45 minutos contraditórios, a intensão é para ser mais saudável ou será para ficar doente?
Já me esquecia... quem não se lembra das reclamações sobre aquele corte do Crato em que Educação Visual passava a ter um só professor? Pois podiam juntar ETL e EDV com 2 professores, porque para fazerem trabalhos repetidos como capas de cartolina e postais de Natal, eu sempre tinha poupado uns euros, nos trabalhos que são para fazer a dobrar ;) e no Orçamento, uma sala que poderia ser usada (há sempre a queixa de falta de salas) e uns quantos watts de electricidade multiplicadas por muitas escolas...se temos de poupar... poupemos em vez de cortar.
Agora aqui fica:
1- O Horário que consta no Cartão Escolar
2- O Horário que ele Realmente tem
3- O Horário que talvez  estivesse na ideia do M.Crato, mas houve um tornear por parte da escola.
4- O horário que não prejudicaria muito os alunos e, quem sabe, poupando o suficiente, para que a maioria dos professores entrasse, definitivamente, nos quadros e esta instabilidade acabasse mais depressa. Claro que não se pode agradar a toda a gente, mas não levar as coisas a sério, também não resolve nada.
Na minha modesta opinião, dividindo os alunos em 2 Turnos, as funcinárias controlavam melhor os recreios, as rasteiradas, cabeçadas, empurrões e outro tipo de violência ficava mais visível porque, como está agora, é, apenas, um salve-se quem puder,  talvez por isso, o meu garoto se recuse a almoçar na escola e prefira andar para cima e para baixo de pasta às costas, exausto, em vez de ficar enclausurado no meio do caos. Se repararem no horário dele, o nº2, acaba por mal ter tempo para estudar, fazer os trabalhos de casa e Brincar porque está na idade de também fazer o que lhe apetece, um verdadeiro desperdício de tempo nas idas e vindas da escola... bom... talvez, assim, acabem por conseguir tirá-lo do quadro Meritório e outros como ele, passarem a precisar de mais uns Apoiozitos para que, à medida que a taxa de natalidade desce, o número de professores aumente porque os contribuintes adoram aumento de impostos ;)
(clicar mais do que uma vez para ampliar)

18 de Abril de 2013

Paro, Escuto e...


...Penso mas...
...parar não posso porque não tenho, nunca tive, nem vou ter, garantias de coisa nenhuma...
Escutar até escuto, mas só vejo "gatos escondidos com o rabo de fora"...
...e Penso... como é triste viver num país que até se diz católico, mas a única coisa que vejo é mesquinhez, usura, egoismo... pois, numa casa onde muitos andam a ficar sem pão, outros só andam a tentar salvaguardar, só para si, o "último osso"... os cães ladram mas, assim, a caravana... não vai passar...
Quem ainda não sabe como chegámos até aqui, devia procurar saber, mas... é mais fácil ouvir o que for "música para os ouvidos" em vez de verdades dolorosas...
O bom senso e a lógica são muito importantes em épocas de guerra, desastres naturais ou mesmo numa crise económica que, já não é a primeira... houve muitas e haverá milhentas mais, enquanto, os animais que se apregoam racionais, nunca aprendem nada com elas.
Pois o bom senso e a minha lógica diz-me que igualdade e equidade, seria repartir o pouco que ainda resta, e cada um, contribuir, proporcionalmente com a sua parte, mas, há mais lógicas que, para mim, são totalmente ilógicas, os que passaram só a ter 7.000euros/Mês andam  muito revoltados, ora os que só recebem 2.500/Mês pensam que ainda estão piores, os de 1.500/Mês nem se fala, querem de volta todas as garantias... mas vamos descendo, aos que vêem o subsídio de desemprego a mingar... e, finalmente, há os que... estão reduzidos a Zero, sem "nenhuma mantinha nem almofadinha garantida" e desses, a maioria nem quer saber... e, depois, de ouvir tanta coisa, descobri que nesta democracia, de gananciosos, chico-espertos, filhos e enteados, onde estes últimos, só servem mesmo para pagar impostos ou simplesmente habituarem-se a não comer... fico a pensar que, apesar de andar na linha de água, nem tenho o direito de me queixar, só tenho pena de não descontar mais no irs (era bom sinal) pois vejo aqueles que já perderam o direito de poder contribuir e terem de passar à tortura... de ter que estender a mão à esmola... ora, num país que se diz democrático e numa Europa que, ainda há bem pouco tempo, se mostrou muito preocupada e, como assunto da agenda do dia, tratou de um assunto urgente... o do bem estar das galinhas e das porcas prenhes... estou para ver, o que poderia acontecer se a "Tranche" da troika falhasse ou se a Europa implodisse de vez...deveria ser o suficiente para nos matarmos uns aos outros... e quem pensar que a solução é sair do euro... para que tudo volte atrás... é mais garantido acreditar em extraterrestres... isto do salve-se quem puder... foi chão que deu uvas... pelo menos, para alguns...
Já que se fala, tantas vezes, em garantias e direitos adquiridos, espero que alguns já tenham também garantido o simples respirar... no próximo segundo...
A foto tem a sua razão de ser... se clicarem para ampliar, apreciem a paz da gaivota... ela sabe, melhor que muitos, distinguir o essencial do supérffluo...  e até deve saber melhor... como resolver um problema de cada vez...

21 de Janeiro de 2013

Inté... No Domingo... entrei numa das minhas fases de...

...Bricolagem... ou Bricolage... à portuguesa ou com sotaque francês... vai tudo dar ao mesmo... 
Só sei que, diariamente, todos os tempinhos que me sobrem, vão estar todos ocupados até  acabar uns trabalhinhos caseiros... 
A Serra Tico-Tico, a Aparafusadora, os parafusos e afins... já estavam todos com saudades,  de se encontrarem com umas madeirinhas... ;)


O computador  já está óptimo, mas... quem o arranjou, foi o meu garoto com 11 anos, portanto, não há dúvida que me saio melhor com a... Bricolage ;)

Inté :)

19 de Janeiro de 2013

Foi mesmo um vendaval...

...hoje de manhã, na minha rua,  havia bocados de estores,  ramos, árvores tombadas, vasos....
Tirei umas fotos, cheguei ao computador para as descarregar e... niente... a máquina diz que está a estabelecer contacto mas não faz mais nada...  num dia, uma coisa funciona perfeitamente, no outro, sem mexer, nem alterar coisa nenhuma, nada funciona... só me apetece dizer palavras feias...
Próxima fase... andar à nora com 1% de probabilidades de acertar... ou 99%... de fazer ainda pior...  nesta matéria, sinto-me em pé de igualdade com os políticos... mas... se fizer bodega... só lixo o meu computador... posso ser incompetente... mas honesta  ;)

18 de Janeiro de 2013

Gás pimenta usado em alunos, alguns deles do 7º ano de escolaridade?

...por acaso, não será um "bocadinho" exagerado? São crianças criminosas por protestar, não quererem fazer parte de um Mega-Agrupamento de 3.500 alunos?
Falando francamente e já com muitas dúvidas se isso ainda é permitido... não estou a gostar do caminho, começo a sentir claustrofobia...
...e a desculpa de usar gás pimenta para segurança dos próprios alunos quando alguns foram parar ao hospital... daqui, até usar balas de borracha vai um pulinho... vamos parar aonde?
 Fica aqui o Link da notícia:
http://www.publico.pt/sociedade/noticia/psp-utiliza-gas-pimenta-para-fazer-dispersar-manifestacao-de-estudantes-em-braga-1581190

11 de Janeiro de 2013

Aquelas pequenas coisas que, todas juntas, acabam por fazer a diferença

Faz algum tempo que ouvi falar de uma campanha para reciclar as cápsulas de café usadas ora, aqui, estão apenas a tentar disfarçar um problema bastante comum, porque Antes de Reciclar há outras opções como Reduzir e Reaproveitar para já não falar na escolha do que seja Reparável e Durável.
Se falarem com alguém sobre Poluição, do excesso de lixo que se produz e desta mania consumista do ser humano, sempre pronto a trocar algo antigo pela versão mais moderna Mesmo que a função pretendida seja igualmente satisfatória, é quase certinho que essa pessoa dirá que, realmente, é um grande problema e concorda inteiramente que se deve cuidar bem do Planeta Terra porque, por enquanto, não temos outro para onde ir quando este estiver atestado de porcaria e, mesmo no presente, com partes dos Oceanos mortas, e inviáveis para qualquer ser vivo, temos que notar que, muitas pessoas, até se assemelham aos políticos, muita conversa fiada, mas mudar alguma coisa para evitar esse problema... os outros que façam.

Esta manhã, fiz o café do costume, na maquineta em cima do lume, no entanto, ao chegar a casa, hoje apeteceu-me, e fui fazer uma bica na minha máquina Novalva Home, com 19 aninhos mas que vive descansada porque sabe que a dona pode ver, um milhão de vezes...
...os dedinhos do George Clooney enfiando a cápsula, mas cá em casa a opção será sempre a mesma...
...o que evita reciclagens inúteis e que continua a dar...
... uma bica saborosa.
Aqui em Lisboa, há muito tempo que reciclamos o lixo mas não basta Reciclar.
Consumir com consciência,  resistir à publicidade, às modas e aos excessos, sem ser preciso grande esforço, nem sequer ter que cortar num pequeno prazer, até me dá a sensação... de ser menos "ovelha" e, principalmente, estar a contribuir para uma boa e grande causa, portanto... What Else ? ;)

10 de Janeiro de 2013

Só para dizer que o blogue entrou em 2013, mesmo não escrevendo nada posso ir partilhando umas fotos de... banalidades e preciosidades...

Todas elas com menos de 30 dias :)






Para amplicar... basta ir clicando nas fotos, algumas delas, mais do que uma vez ;)

9 de Dezembro de 2012