14 de outubro de 2011

Não há duas sem três... ou melhor... a moda são as troikas

Pois a constipação já passou, a faringite do miúdo também, faltava a 3ª... dei um jeito às costas e pimba... sentar-me tem sido complicado, ora "computar" de pé não dá...
Claro que continuei a tentar fazer o mínimo exigido à sobrevivência, incluindo o levar e trazer o miúdo à escola... só me obriguei , rua acima, rua abaixo, a gemer baixinho mas, pelos vistos, depois das medidas anunciadas ontem pelo nosso "querido" 1º... "no problemo" isto de gemer vai ser moda e quanto mais alto melhor ;)

Isto está quase bom, mas tenho de continuar a fazer tudo com muito jeitinho e como, a fazer de tudo, sou muito jeitosa... e teimosa... a dor há-de ir embora... até à próxima.
Só sei que, com tanto treino, já sei dar uns ais muito melodiosos... já agora... já começaram a treinar? Está quase a chegar... aquela dor de... mais 17% na conta da electricidade e do gás.... aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ;)

30 comentários:

  1. Isa
    Já há uns anitos que só me endireito (na costas claro) depois de um duche e começar a mexer-me. Acho que se amanhã se juntar à malta até vai esquecer esses achaques. Aqui que ninguem nos ouve. Já não vou a essas coisas há uns largos anos. Mas amanhã vou lá estar.
    Abraço (e recomponha-se)

    ResponderEliminar
  2. Salvou-se o leite achocolatado, que deve ser o preferido das cadelas do nosso PM, que assim podem manter esse prazer diário.

    ResponderEliminar
  3. Com pesos nos ombros, murros no estômago e bofetadas na cara, vamos todos andar de lado... as melhoras das costas que do resto... é o que se sabe... beijinho

    ResponderEliminar
  4. Ai que já não tenho mais palavras!
    Embora só tenha desabafos destes no FB estou a chegar ao limite! x-(

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. folha seca

    Claro que aqui ninguém nos ouve, e quando comecei este blogue bem podia falar da "rataria" que andava, há décadas, a fazer este buraco em que estamos metidos, mas a maioria nem ligava... agora pode ser que acordem mas, infelizmente, estamos entre a espada e a parede... e "a cereja no topo do bolo", foi darem a maioria a quem vai, apenas, vender (em saldo) o resto dos "aneis" e que, "com tanta justiça social" até vão continuar a subsidiar o ensino privado, tirando à escola pública...
    Francamente nem fiquei surpreendida com as medidas anunciadas, pois milhões e milhões, voaram deste país para paraísos fiscais... a entrada no euro só veio facilitar o gamanço... nem precisavam cambiar moeda... agora que estamos mesmo tesos é que os portugas acordam das suas más escolhas e de não terem piado mais cedo e, nas calmas, terem deixado legalizar todas as imoralidades.
    Neste momento, se fecharem a "torneira dos euros", até as prateleiras dos supermercados ficam vazias... aliás, os portugueses até deixaram que lhes roubassem as cuecas e, agora acordam aflitos... que estão em pelota :-*

    E isto ainda vai piorar mais... se a UE não entrar no rumo certo... nem dinheiro vai haver para ordenados e reformas... nem mais nada para vender...

    Bjos

    ResponderEliminar
  6. Carlos Barbosa de Oliveira

    Tenho a impressão que nem esse vai escapar... segunda-feira vamos ver... o que este 1º pensa ser... bens essenciais para os pobrezinhos :-*

    Bjos

    ResponderEliminar
  7. Eva Gonçalves

    Neste momento, só espero que as costas melhorem de vez... para depois... poder aguentar, melhor, os murros no estômago :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  8. Rosa dos Ventos

    Por acaso, as palavras que ainda tenho, e as mais actualizadas, são os ais... acompanhadas com grandes suspiros, ranger de dentes e umas palavritas ditas baixinho... porque é feio dizer asneiras ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  9. AI!!!!!!!! Eu até me queixo com maiúsculas :(
    Tanta dor dá cabo da cabeça a um santo, eu infelizmente também sei dar o valor.
    Sei que não é uma dor de costas que te vai "curvar" ;)
    Não tens quem te dê umas massagens? ;)
    As melhoras e bom fim de semana

    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Fâ-blue bird

    Bem precisava de umas massagens... de uma estadia num Spa, de umas férias,...:D
    O stress não ajuda nada porque acaba sempre por atacar a nossa parte mais fraca que, infelizmente, no meu caso é sempre costas e estômago... suponho que, pelo andar da carruagem, vou ficar uma perita em ais.
    Bom fim de semana

    Bjos

    ResponderEliminar
  11. Bom fim de semana e as melhoras, com ou sem valor acrescentado.

    :t

    ResponderEliminar
  12. "Bater" nos mais fracos é cobardia... nos grandes ninguém lhes toca.
    :(

    ResponderEliminar
  13. Olá, Isa!

    Com tanto azar, o melhor é ir à bruxa, e depois descontar no IRS...

    A desgraça há muito anunciada aconteceu; estamos tramados e mal pagos, e daqui sair não será pêra doce.O 25 de Abril não foi feito para isto, nem nós merecíamos esta casta de gente privilegiada, sem princípios,para não lhe chamar outra coisa...

    Beijinhos; bom fim de semana, com saúde.
    Vitor

    ResponderEliminar
  14. Isa,
    É como dizes. Foi gastar à tripa forra e agora a calsse dita média que pague. A receita já é velha, vem do tempo do Mazarin...Porque não aplicam a lei que limita os vencimentos dos portugueses, em cargos públicos e não consideram como públçicas as EMs, SAs de capitais públicos, EP, Parcerias, e etc? Dizem que os gestores que l+a estão se vão embora? Que vão, e já, que há muita gente nova muito melhor!!!
    AS melhoras para as dores nas costas. Se fores ao médico escolhe um reformado no activo, que ganha a reforma e o ordenado...Assim é que é bom,é a dobrar.

    ResponderEliminar
  15. Isa

    O mal jeito vem, muitas vezes, da tensão muscular (ansiedade). Relaxe...mesmo que a eletricidade e o gás atrapalhem...

    Bjos. Cláudio

    ResponderEliminar
  16. Observador

    Obrigada... qualquer dia ainda vou ter que pagar iva para dar um ai ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  17. Rui Pascoal

    Em todos os tempos tem sido assim... continua e, pelos vistos, vai ser sempre assim... conseguem dar sempre a volta ao texto... para que os escravos continuem a ser escravos... e se temos em casa, electricidade, água, máquinas e outros apetrechos... é sempre para dar lucro a alguém... somos sempre embarretados.

    Bjos

    ResponderEliminar
  18. vitorchuvashortstories

    Este ano tem sido complicado... nem com meia dúzia de bruxas isto endireitava :D

    O 25 de Abril tinha ideais honestos, mas foi muito bem aproveitado por todos os desonestos, corruptos, ladrões, espertalhaços, incompetentes,...
    Os portugueses deviam ter exigido qualidade e estar sempre atentos... mas enfim... preferiram contentar-se com as migalhas, uns copos, futebol e novelas e... com aquele feitiozinho da cultura do favorzinho, armados em espertalhaços de meia-tigela, gostando de fazer as suas mini vigarices, acabaram por deixar os "tubarões" à solta e, claro... como "sardinhas tontas" foram engolidos inteirinhos.
    O único problema do nosso país, é ser pequenino para tantos vigaristas que, por azar, têm muitos amigalhaços para dividir "robalos".
    Aqui não tenho dúvidas, os povos têm culpa por tudo o que lhes acontece, pois não se podem encostar a datas ou a feitos antigos, têm que estar, diariamente, atentos ao que se passa e também serem cumpridores para poderem exigir... mesmo com alguma incompetência à mistura, bastaria gente honesta com ética e moral para não termos chegado a este descalabro... mas num país de pequenos e grandes vigaristas, onde nem as leis são iguais para todos (aqui as excepções são mais que muitas)estamos mesmo tramados.

    Para mim já será um óptimo fim de semana se as dores não apertarem... até pagava 23% de iva para elas desaparecerem todas :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  19. Tio do Algarve

    Primeiro gostava de saber quem são os da classe média porque eu vou pagar, e bem, e nem sequer devo fazer parte dela, aliás, nos últimos anos devo estar a descer tanto que se, agora, não passar a pobre será por não ter dívidas... mas, definitivamente, não me sinto a fazer parte de nenhuma classe média... ou então... estou mesmo na sola do sapato da classe média baixa lol

    Quanto às dores nas costas nem sequer vou ao médico, já sei o que tenho de tomar e trato-me a mim mesma... médico só para o miúdo... nem aí, tenho dado grande despesa ao Estado.
    Quanto aos cambalachos das duplas e triplas reformas e mais ordenados... aí sim, é que deviam começar a mexer... porque raio alguns podem ter reforma com meia dúzia de anos e outros só com décadas?
    Suponho que a diferença entre, os portugueses perderem ou não a cabeça, e partirem para a bordoada será se vão, ou não, tratar destas injustiças legalizadas... e das tais parcerias e afins que continuam a lixar isto tudo... porque saber que depois destes sacrifícios, a dívida vai estar maior... o cérebro até ferve =)
    Os sacrifícios se não forem repartidos de forma transparente e, o que for imoral, não for contemplado na lei... aí sim... vai dar bronca.
    A ver vamos...

    Bjos

    ResponderEliminar
  20. Ver de Vida

    Desta vez, tenho quase a certeza que é da ansiedade e do stress... se, presentemente, já tento poupar em tudo e, mesmo assim, o dinheiro anda sempre curto, isto de andar a matutar aonde é que vou tirar mais, para contrabalançar os aumentos que aí vêm e poder continuar sem dívidas... não me deve estar a dar saúde nenhuma.
    É impossível não me preocupar, e mais pelo garoto do que por mim... que de muito pouco preciso, ao contrário das crianças... só nos livros onde gastei mais de 200€, parece que no irs só vão descontar 10%... como podemos cumprir as obrigações se, depois das pagar, ainda temos de pagar imposto sobre o dinheiro que gastámos?
    E o que revolta, é saber que será para encher a barriga de chulos e pagar mordomias sem fim.
    Mas vou tentar preocupar-me menos... só tentar... porque já sei que não consigo :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  21. Vou só dizer...

    Bem-vinda de volta à blogomania!

    ResponderEliminar
  22. Desejo que as dores de costas sejam bem comportadas e se vão embora rapidamente, já que as bordoadas da crise, essas filhas da mãe (e do pai também) parece que estão para ficar por muito tempo. Afinemos pois a voz para a cantoria dos ais... o pior vai ser arranjar limão com mel sem nos arruinarmos...

    ResponderEliminar
  23. Daniel

    Não será como antigamente mas mais espaçado, isto anda pró complicado e claro... como ando mais a pé tenho menos tempo... mas vou passando por aqui... para ir desabafando e saber das novidades :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  24. luisa

    Essa do mel e limão vai ser difícil, não será pelo limão mas, pelo que eu entendi, tudo o que for congelado, enlatado, empacotado, enfrascado... vai para o iva de 23% ora o mel... só se formos directamente às colmeias para trazer um favo de mel, e na mão...porque se for embalado... será 23%.
    Ando a ver se comprendo aquelas mentes... feijão natural 6% se comprarmos em lata ficará a 23 e o peixe em conserva, congelado ou cozinhado passa para 23... eles querem mesmo que gastemos muito gás, electricidade e tempo a cozinhar porque, para mim feijão é feijão desde que nasce até entrar na lata e não percebo esta diferença de colocação na taxa do iva... até as pobres salsichas enlatadas vão levar a ripada... ainda fico à espera das tabelas porque estou bem embaralhada :D

    Bjos

    ResponderEliminar
  25. Olá Isa Bem Vinda.

    Mas que imagem vc escolheu para este post.:-o

    Pensei logo que isto será o nosso destino a que chegaremos andar aí pelas ruas com tanto apertar de cinto.x-(

    Sobrevivência, isso é coisa que já muita gente já está a gramar pois se ela não é muito divulgada, basta reparar-mos no que ouvimos e lemos na comunicação social logo temos a prova real disso.

    Mas olhando para os mamarrachos que estão à sombra do poleiro, esses não sentem a crise nem dores nas costas porque tem o manjar sempre pronto a frente do focinho que só de os ver vomito fora.

    Medidas e mais medidas.

    Austeridade e mais austeridade.

    Palavras de ordem como se de uma guilhotina se trate a exemplo do ano de 1792 aprovada pelo rei Luis XVI que mais tarde acabou por ser vítima do sua própria lei.

    A roubalheira continua, os ladrões e corruptos não acabaram e, quem pensa que o milagreiro está no altar está bem enganado porque a desbunda não pára e só não vê quem não quer.

    A palavra povo não tem cabimento na mente desta escumalha que o devora a olhos vistos.

    É um fartote de vilanagem que dá nojo ver e ouvir certas mentes que nos roubam falando como se de uns intelectuais se tratem mas que apenas nos querem atirar areia para os olhos.

    Aquilo que mais somos obrigados a consumir serve de pretexto para esta escumalha lá meter as trombas e nos sugar cada vez mais.

    INCRÍVEL E NOJENTO - É o que se me apraz dizer de tudo isto que nos estão a fazer.

    Empresas que geram milhões anualmente e chegam ao fim do ano dizendo que:- Este ano o lucro foi de x menos em relação ao ano anterior é gozar com o pobre cidadão comum e vai daí, estes sugadores do povo, valem-se da palavra estado para nos roubarem mais e mais daquilo que tanto lucro lhes dá.

    A vontade de sobreviver num país destes onde os ladrões e corruptos abundam não é nenhuma, fugir daqui nem que seja para a terra de ninguém é quase como se poder ver um novo Sol porque mais vale só, que com tal gente pisando o mesmo solo que nós.

    As suas melhoras e do miudo eu lhes desejo.

    Bjos, tudo bom, Domingo de paz e felicidades.

    ResponderEliminar
  26. Aqui-Ali-Acolá

    Resto de bom domingo e...
    ... acho que devíamos ir todos embora... para onde... não sei... talvez... pegar numa tenda e acampar (metade para cada lado) em Bruxelas (Bélgica) e em Estrasburgo (França)... e até podíamos convidar os gregos... tenho a impressão que com uns milhões de pessoas acampadas uns mesitos nestes dois sítios... talvez... quem sabe... aquela gente começava, definitivamente, a trabalhar.
    Passávamos a nossa morada para lá... como fazem as "boas" Empresas e assim, até dava para pagar impostos mais baixos ;)

    Bjos

    ResponderEliminar
  27. Boas melhoras,Isa!

    Quando ao Sr. 1º qualquer coisa, façam-lhe a folha!;P

    ResponderEliminar
  28. Isa,
    Para os nossos governantes,que viveram toda a vida de mesadas dos pais ou de avenças amigas, a classe média são aqueles que ganham mais de 485 euros. Os que ganham mais de 1000 são os ricos que podem pagar a crise. Dai o "dita" no meu comentário.
    Bjs

    ResponderEliminar
  29. Isa,
    Então? 5 semanas em balão e nós ficamos aqui à nora, de candeia apagada? Tenho suadadades dos teus post, e não sou o único!!!!

    ResponderEliminar